MÚSICA- PORQUE ELA FALA MAIS DA GENTE DO QUE A GENTE MESMO?

Atualizado: Mar 15

Owla pessoas. Como estão ? Hoje estou vindo falar de músicas e como elas podem descrever quem somos ou como estamos naquela fase neah?



Criei o quadro semanal "Educação Sexual musical", foi uma forma lúdica de abordar alguns temas e desmistificar a educação sexual. O quadro funciona assim: a galera indica as músicas e eu meio que avalio e dou meus pitacos. O que acaba sendo engraçado e nostálgico fazer isso. Chegam variadas músicas e certamente, elas virão com histórias refletidas ali.


Depois que inventei de colocar esse quadro, passei a ouvir mais músicas principalmente as antigas. Eita que resenha viu. Cantarolei o forro das antigas como se estivesse lá nos meus 13/15 anos quando eu delirava no romance e sonhava com o "tal do principe encantado"... aaa se eu tivesse a cabeça que tenho hoje, teria tirando muito mais onda kkk


Pois bem, não sou muito, na realidade nada de escutar sertanejo, porém, tenho vizinhos que me atualizam e também são bastante ecléticos, então acabo sabendo do que está rolando. Mas porque citei o sertanejo? Minha gente... eu acho uma viagem da boba. É tanto chororo, letras nitidamente de relacionamentos abusivos e possessivos, ciumentos, daí bebe para um lado, bebe para o outro. É cachaça pra quando tiver feliz, quando tiver triste, quando não tiver sentindo nada.... é babado!


Funk e brega funk amo os ritmos, mas muitas letras eu dispenso porque nitidamente falam de abusos, objetificação do corpo da mulher, sexo sem proteção e por ai vai... ah! e todas as letras falam de raba e sentada. Lembro da época das músicas do "É O TCHAN" que era a mesma coisa só que com outras palavras que só me dei conta depois de veia. "O pinto, o pinto do meu pai, saiu com a galinha da vizinha. Já procurei dia e noite, já procurei noite e dia..." (eu realmente acreditava que era um pintinho)


Forró sempre fala de amor incondicional, para sempre e até que a morte separe. Que a pessoa só vive se tiver o amor da outra. CREDOOO que dependência afetiva. "... quero você de janeiro a janeiro, eu vou pegar no seu pé. Quero você meu homem pra ser sua mulher..."



Músicas de Djavan seguem essa linha dependente afetiva "...Te adoro em tudo, tudo, tudo, quero mais que tudo, tudo, tudo. Te amar sem limites, viver uma grande estória.." Dá uma lidas nas letras... paixão cega e incondicional. CALMA QUE NÃO ESTOU ATACANDO DJAVAN. Sou estou dizendo que as letras retratam muitas vezes uma dependência afetiva e as pessoas gostam, porque culturalmente somos desenvolvidas/os assim.


Temos também as músicas militantes e ativistas, essas eu amo a criatividade, principalmente quando elas retratam em menos de 5 minutos toda uma fase ou até mesmo a vida daquela pessoa. Amooo ouvir Linn da Quebrada, Jupe do Bairro, Bixarte, Glória Goover (que no último albúm retratou todo um romance dependente). Sériooooo amo!


Temos músicas que trazem ancestralidades como a Luedji, o Rico Dallassan, Xênia, Emicida, Mel Nascimento .... Vixi... essa galera traz uma aula de história que você se emociona e aprende ao mesmo tempo (se você se permitir, claro) Mas pesquisa essa galera. E eu nem citei dj's que embalam muita genteeee.


Ressaltando que quando falo de artistas não me refiro apenas que canta, mas compositoras/es, musicistas..


Lógico que tem muito mais artistas e músicas, aqui citei as que vinham de cara na minha cabeça. Mas fiquem super a vontade para comentar quais músicas e artistas te tocam ou que fazem parte de uma fase tua.


Amo músicas com uma pegada mais sex sabe? Que dá aquele negocio por dentro, mas claro que cada pessoa vai dizer o que é sex pra ela... Pra mim uma pegada como as músicas de Jade Baraldo piroooo... depois daqui da uma espiada.



Curiosidade:

"A música surgiu quando o homem descobriu que, batendo um objeto no outro, ele produzia sons e que isso não era simplesmente, um tanto de barulhos. A música teve várias funções no decorrer da história, como para louvar os deuses, exaltar autoridades, lutar, etc. e foi sistematizada como conhecemos hoje, na Grécia, porém, foi Guido D'Arezzo, monge italiano, quem colocou os nomes das notas musicais como conhecemos hoje - já que os gregos utilizavam as letras do alfabeto, de A (lá) à G (sol), utilizando o Hino a São João, em latim." Quer saber mais?


https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-ensino-musica.htm#:~:text=A%20m%C3%BAsica%20surgiu%20quando%20o,exaltar%20autoridades%2C%20lutar%2C%20etc.


A música serva mais nos expressarmos, acalmarmos, brigarmos, dialogarmos, silenciarmos... Ela está presente de todas as formas, seja para um protesto, baile, louvor.... a música e sua constituição fazem parte da nossa vida desde do nosso surgimento como embrião..


Bom... me aqui, qual a música que te encanta ou até te irrita... vou adorar saber.


Espero que tenha gostado do textinho de hoje. Desejo uma ótima semana super musical pra você e grta por ter vindo aqui.


Você também pode conhecer meu trabalho no :

youtube

https://www.youtube.com/channel/UCEUorOZKPFZSiYNT-0Zvnyw


instagram

https://www.instagram.com/milkafreitas/


Podcast

https://open.spotify.com/show/4c678xNomdajmH8DzKOH2A?si=aunAYYpbTxGMJ5L64-xSGQ


Tiktok

https://vm.tiktok.com/ZMe6FPtnB/


Face

https://www.facebook.com/MilkaFreitasbr


Só pra você não esquecer, quanto mais você acessa meu conteúdo ,mais você compartilha informações e apoia meu trabalho... só quero salvar o mundo viu, mas sozinha não consigo. Bora então?















1 visualização0 comentário